Make your own free website on Tripod.com
QUALIDADES DO CONSELHEIRO EFICAZ

Bem vindos ao curso sobre Aconselhamento Cristão - Parte 3

1- CORDIALMENTE: Isto implica em cuidado, respeito ou preocupação sincera, sem excesso, pelo o aconselhado, sem levar em conta seus atos e atitudes.
Exemplo: Jesus quando encontrou a mulher junto ao poço de Jacó (João 4:5-30). A mulher não tinha qualidades morais.
Atitudes de Jesus: Não aprovou o comportamento pecaminoso, mas, respeitou e a tratou como uma pessoa de valor.
2- SINCERIDADE: o conselheiro deve ser sincero, aberto e franco, evita o fingimento ou uma atitude de superioridade. Não é o tipo que se pensa ou senti uma coisa e diz algo diferente.
3- EMPATIA: Como o conselheiro pensa? Como ele se senti na verdade por dentro? Quais os valores, crenças, conflitos íntimos e mágoas?. O bom conselheiro mostra-se sempre sensível as suas questões, capaz de entende-las, comunicar eficazmente e compreender (por palavras ou gestos) aos conselheiros estas capacidades de sentir como o aconselhado é o que chamam compreensão empatia correta.

Mão

Obs: há outras características importantes para um bom conselheiro, por exemplo, ele deve ser capaz de viver eficazmente, com poucos conflitos imobilzantes, desânimos inseguranças ou problemas pessoais. Ele é também compassivo, interessado nas pessoas, alerta em relação aos seus próprios sentimentos emotivos, revelando-se mais do que se ocultando, e deve ser bem informado no setor de aconselhamento.